Nardyello assina contrato para término de 300 apartamentos

IPATINGA – O prefeito Nardyello Rocha assinou o contrato que permitirá repasses do Governo Federal na ordem de aproximadamente R$ 2,5 milhões para o término das obras do “Bom Jardim III”, conjunto habitacional do bairro Bom Jardim com 300 apartamentos que está sendo construído dentro de normas do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV). As obras, que estavam paralisadas há meses, pela falta de recursos, serão retomadas nos próximos dias.
A audiência com a secretária nacional de Habitação, Maria do Socorro Gadelha e com o diretor Daniel de Oliveira Duarte só foi possível graças à intervenção do deputado federal Leonardo Quintão que também participou do ato administrativo para liberação dos recursos. Toda documentação, de liberação da verba, já está em poder do chefe do executivo.
A ida do prefeito a capital federal começou a ser planejada a partir dos encontros que o chefe do executivo manteve com os representantes do conjunto habitacional e seus secretários municipais envolvidos neste projeto.
“Identificamos em nossas reuniões que havia a necessidade de uma intervenção urgente naquela situação, pois, centenas de famílias dependem do término das obras para poderem morar em sua casa própria. Fizemos contato com o deputado federal Leonardo Quintão que se prontificou de imediato a ajudar-nos nesta empreitada e hoje estamos assinando a documentação para liberação dos recursos” – descreveu.
‘’Quero aqui destacar o empenho do deputado Leonardo Quintão. Ele abraçou as causas da população de Ipatinga e tem defendido com a mesma garra a região do Vale do Aço. Sem a atuação dele junto aos ministérios aqui em Brasília/DF teríamos, com certeza, muitas dificuldades. Temos os melhores projetos e contamos com o melhor apoio na esfera federal” – agradeceu.

INFRAESTRUTRA
Outro importante compromisso das agendas do prefeito e do deputado foi uma reunião com o diretor de saneamento do Ministério das Cidades, Geraldo Melo Correia. O encontro viabilizou recursos da ordem de R$ 48 milhões, via Copasa, para obras de saneamento no bairro Horto. Um problema antigo que está com seus dias contados.
BOM JARDIM III
São 14 blocos de apartamentos, sendo 20 em cada um deles. A área de cada moradia é de 45 metros quadrados. Além dos apartamentos, o projeto cumpre uma função importante em favor da infraestrutura do bairro, com implantação de uma rede de captação pluvial no ponto final do bairro.

OUTROS 240
Iniciaram no mês passado as obras de construção de outros 240 apartamentos no bairro Nova Esperança. Seguindo normas do programa Minha Casa, Minha Vida, as moradias destinam-se a famílias com renda mensal de até R$ 1.800 e que, atendendo a critérios específicos de vulnerabilidade, estão inscritas no CadÚnico. Algumas delas estavam há mais de dez anos em filas de espera.
Em quatro andares, o conjunto habitacional terá 15 blocos, com 16 apartamentos em cada um deles, com previsão de entrega em maio de 2019. Numa área de 39 metros quadrados, cada apartamento terá dois quartos, sala, cozinha e banheiro.
As unidades habitacionais são o ponto de partida para um amplo projeto de oferta de moradias para famílias de baixa renda na cidade, bancadas com recursos da ordem de R$ 80 milhões carreados para o município com a intervenção do gabinete do deputado Federal Leonardo Quintão.
Além de contribuir para redução do déficit local de moradias, as construções vão gerar centenas de empregos diretos e indiretos, melhorando a renda de inúmeras famílias. Ainda, movimentam vários outros segmentos da economia tanto no comércio quanto na indústria. Somente no Nova Esperança, são 250 empregos diretos criados.

Fonte: Diário Popular MG 17/05/2018