Slide background
   

Vacinação contra o vírus influenza começa nesta segunda-feira

Home / Notícias / Saúde / Vacinação contra o vírus influenza começa nesta segunda-feira

A campanha nacional de vacinação contra a influenza começa nesta segunda-feira (23/04) em todo o país. De acordo o Ministério da Saúde, o objetivo é imunizar 54,4 milhões de pessoas, que fazem parte do grupo considerado “mais suscetível” ao agravamento de doenças respiratórias. A vacina desse ano tem a possibilidade de proteger contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A, nas variações H1N1 e H3N2 e influenza B.
O SUS a partir de hoje realizará a vacinação nos postos de saúde, a vacina é gratuita para o público considerado “público-alvo”.
O público-alvo para receber as doses gratuitamente no SUS:
• pessoas a partir de 60 anos
• crianças de seis meses a cinco anos
• trabalhadores da área de saúde
• professores das redes pública e privada
• mulheres gestantes e puérperas
• indígenas
• pessoas privadas de liberdade (incluindo adolescentes cumprindo medidas socioeducativas)
• profissionais do sistema prisional
• portadores de doenças que aumentam o risco de complicações em decorrência da influenza

Dia D
O Ministério da Saúde realizará também o Dia D, que será no próximo dia 12 de maio, quando ocorre a mobilização nacional. No dia, os 65 mil postos de vacinação do país estarão em funcionamento de 9h as 15h, para vacinar é preciso levar o cartão de vacinação e documentos de identificação com foto, como o RG ou Carteira de Trabalho.
• Etapa 1: a partir do dia 23 de abril, para trabalhadores de saúde, pessoas com idade de 60 anos e indígenas
• Etapa 2: a partir de 2 de maio, para crianças com idade maior que 9 meses e menor que 5 anos, gestantes, puérperas com até 45 dias após o parto
• Etapa 3: a partir de 9 de maio, para pacientes diagnosticados com doenças crônicas, professores, e outros.
Vacina contra a gripe faz gripar? Verdade ou Mito? Mito. As vacinas utilizadas pelo Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde contra o vírus da influenza são seguras e eficazes. Elas são constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contêm vírus vivos e não causam a doença. Quem tomar a vacina não ficará gripado, como muitos pensam. O que pode ocorrer, em alguns casos, são “manifestações, como dor no local da injeção que ocorrem em 15% a 20% dos pacientes, geralmente resolvidas em 48 horas. Pode ocorrer também febre, mal-estar e dor no corpo de 6 a 12 horas após a vacinação e persistir por um a dois dias, sendo notificadas em menos de 1% dos vacinados. Estas reações são benignas e autolimitadas.

E quem não pode tomar?
A vacina é extremamente segura. A única contraindicação formal é para quem tem alergia ao ovo. Mas essa é uma condição bastante rara.

Minas Gerais já registrou 12 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave provocada pelo vírus influenza. A maioria foi provocada pelo vírus H3N2. Já foram notificados 348 casos, destes, 222 tiveram amostras coletadas e processadas. O Influenza foi responsável por 12 casos. Outras 28 notificações se referem a outros tipos de vírus. Em relação à influenza, 10 casos foram provocados pelo tipo A. Destes, oito eram o vírus H3N2. Também foram confirmados dois casos de contaminação por H1N1. Os moradores eram de Araguari, na Região do Triângulo Mineiro, e Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

» Outras informações estão disponíveis no hotsite: www.saude.mg.gov.br/gripe

Posts Recentes
Fale Conosco

Dúvidas ou informações? Envie uma mensagem aqui e responderemos o mais breve!