Slide background
   

Plenário da Câmara aprova a inclusão de mais de 80 municípios mineiros na Sudene

Home / Trabalho na Câmara / Leis Aprovadas / Plenário da Câmara aprova a inclusão de mais de 80 municípios mineiros na Sudene

Governador Valadares e outros 80 municípios do Leste Mineiro agora estão a um passo de pertencerem a área de abrangência da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O projeto, de co-autoria do deputado federal Leonardo Quintão, foi aprovado ontem, 31/10, no Plenário da Câmara dos Deputados e agora segue para votação no Senado.

Com a inclusão, os municípios terão novas alternativas de financiamento para as atividades produtivas locais e irá criar novas oportunidades de emprego e renda, além de ofertar linhas de crédito especiais, incentivos fiscais e acesso aos recursos do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste e do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para projetos de desenvolvimento regional.

De acordo com o deputado federal Leonardo Quintão a aprovação desse projeto era muito esperada. Por diversas vezes ele foi incluído na pauta de votação e até mesmo uma frente de mobilização da bancada mineira pela aprovação foi criada na Câmara. “Lutávamos há muitos anos para que esse fato se tornasse realidade. Tenho a certeza de que isso transformará a realidade de Valadares e dos outros municípios, atraindo novas empresas para a região. Basta olharmos para a cidade de Montes Claros, que após ser inserida na Sudene conseguiu-se desenvolver muito, atraindo novas empresas para a região”.

 

Confira as cidades incluídas na SUDENE

De Minas Gerais, os municípios de Açucena, Água Boa, Aimorés, Alpercata, Alvarenga, Bonfinópolis de Minas, Braúnas, Cantagalo, Capitão Andrade, Carmésia, Central de Minas, Coluna, Conselheiro Pena, Coroaci, Cuparaque, Divino das Laranjeiras, Divinolândia de Minas, Dom Bosco, Dores de Guanhães, Engenheiro Caldas, Fernandes Tourinho, Frei Inocêncio, Frei Lagonegro, Galileia, Goiabeira, Gonzaga, Governador Valadares, Guanhães, Imbé de Minas, Inhapim, Itabirinha de Mantena, Itanhomi, Itueta, Jampruca, José Raydan, Mantena, Marilac, Materlândia, Mathias Lobato, Mendes Pimentel, Mutum, Nacip Raidan, Naque, Natalândia, Nova Belém, Nova Módica, Paulistas, Peçanha, Periquito, Piedade de Caratinga, Resplendor, Sabinópolis, Santa Bárbara do Leste, Santa Efigênia de Minas, Santa Maria do Suaçuí, Santa Rita de Minas, Santa Rita do Itueto, Santo Antônio do Itambé, São Domingos das Dores, São Félix de Minas, São Geraldo da Piedade, São Geraldo do Baixio, São João do Manteninha, São João Evangelista, São José da Safira, São José do Divino, São José do Jacuri, São Pedro do Suaçuí, São Sebastião do Anta, São Sebastião do Maranhão, Sardoá, Senhora do Porto, Serra Azul de Minas, Sobrália, Taparuba, Tarumirim, Tumiritinga, Ubaporanga, Uruana de Minas, Virginópolis e Virgolândia.

Além de Minas, três cidades do Espírito Santo também entraram para a Sudene. São elas, Aracruz, Itarana e Itaguaçu. Os municípios escolhidos para integrar à Superintendência possuem similaridades com a região Nordeste, em especial, o fato de apresentarem os mesmos problemas sociais, situação essa que se reflete nos índices de Desenvolvimento Humano (IDH), que são muito baixos.