Slide background
   

Equipamentos fotográficos podem ser isentos de impostos para profissionais

Home / Notícias / Economia / Equipamentos fotográficos podem ser isentos de impostos para profissionais

Está em aprovação um Projeto de Lei que pode beneficiar bastante os fotógrafos e cinegrafistas brasileiros. Os equipamentos importados exclusivamente para o exercício dessas profissões poderão ser isentos de alguns impostos, segundo o Projeto de Lei 141/2015. Já aprovado na Câmara pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania), o texto também recebeu o aval da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) no Senado, na última quarta-feira, 24.

De acordo com a matéria, nos próximos cinco anos os equipamentos estarão isentos de Imposto de Importação, IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e, ainda, das contribuições PIS/Pasep e Cofins. Porém, o benefício vale apenas para materiais que não possuam versões nacionais similares.

“Se aprovado, o Projeto de Lei vai beneficiar muitos profissionais que precisam de equipamentos de ponta para trabalhar. A importação dessas câmeras e acessórios, que nem sempre são encontrados com a mesma avançada tecnologia dentro do país, é onerosa para os brasileiros, porque ainda fica à mercê de variações de câmbio. Precisamos fazer todo o possível para quebrar as barreiras que limitam o trabalho dos fotógrafos e cinegrafistas, que prestam serviços tão importantes na nossa sociedade”, avaliou o deputado federal Leonardo Quintão.

Para ter o benefício, os cidadãos deverão apresentar comprovações do exercício da profissão e precisarão permanecer com os equipamentos adquiridos no exterior por, no mínimo, dois anos. O limite das compras com isenção será de R$ 50 mil. Para ser aprovada, a matéria ainda será avaliada pela CAE – Comissão de Assuntos Econômicos, antes de ir ao Plenário.

 

Posts Recomendados
Fale Conosco

Dúvidas ou informações? Envie uma mensagem aqui e responderemos o mais breve!