Slide background
   

Em defesa do Iphan, deputado cobra continuidade de obras do PAC Cidades Históricas

Home / Notícias / Leonardo Quintão na Câmara / Em defesa do Iphan, deputado cobra continuidade de obras do PAC Cidades Históricas

O deputado Leonardo Quintão cobrou do Ministro do Planejamento Dyogo Oliveira, a liberação de recursos para o Iphan para continuidade do programa PAC Cidades Históricas. Cerca de 78% do orçamento anual do valor aprovado no Congresso foi contingenciado, sendo que dos R$ 250 milhões destinados, o programa recebeu apenas R$ 56,7 milhões. Com o corte no orçamento, 75 obras em execução, sendo sete em Minas Gerais, estão ameaçadas. Dessas, 26 tinham previsão de entrega ainda este ano. No Estado, as obras são: – Restauração da Basílica do Senhor do Bom Jesus de Matozinhos, em Congonhas – Implantação do Parque Romaria, em Congonhas – Restauração da Catedral da Sé de Nossa Senhora da Assunção e da Casa Capitular (museu Arte Sacra, em Mariana – Restauração da igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e implantação do Museu Vieira Servas, em Mariana – Restauração do Teatro Municipal, em Sabará – Requalificação da praça Expedicionário e Chafariz, em São Joao Del Rei – Restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, em Ouro Preto Para o deputado federal Leonardo Quintão é preciso considerar as dificuldades financeiras que o país vem enfrentando, no entanto, contingenciar quase 80% do orçamento do Iphan é uma ameaça ao patrimônio cultural do povo brasileiro. “Essa situação causará danos irreparáveis ao patrimônio, além de colocar acervos importantes de obras já iniciadas em risco”. O deputado ainda acrescentou que somente no ano passado, o Iphan entregou 22 obras para a sociedade. Além de Minas, obras nos estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Rio de Janeiro, São Paulo, Alagoas e Rio Grande do Sul, também serão paralisadas.

Posts Recomendados
Fale Conosco

Dúvidas ou informações? Envie uma mensagem aqui e responderemos o mais breve!