Slide background
   

Conquista da isenção da tarifação sobre aço e alumínio pelos EUA alivia o Setor

Home / Notícias / Economia / Conquista da isenção da tarifação sobre aço e alumínio pelos EUA alivia o Setor

Nesta semana, o Deputado Leonardo Quintão, vice-líder do Governo atendeu o pedido de representantes do setor do Aço, como Alexandre Lyra e executivos de empresas do setor siderúrgico, como a Usiminas e realizou audiências com o Presidente Temer e o Presidente da Câmara Rodrigo Maia. As reuniões, exigiram dos líderes uma interlocução com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, diante da absurda taxação em 25% do aço importado pelo país norte americano, o que traria consequências catastróficas para a indústria no Brasil.

Segundo o deputado, o Brasil não compete com a indústria siderúrgica americana, uma vez que o aço que sai daqui é reprocessado lá. Apesar do Brasil ser o segundo maior exportador de aço para os EUA, 80% do que é exportado é beneficiado nos Estados Unidos. Ele explicou ainda que o Brasil importa carvão mineral dos Estados Unidos, uma matéria-prima para fabricação do aço. O maior mercado de carvão mineral dos EUA é o Brasil. Então existe uma balança comercial equilibrada entre os países. Estes e outros argumentos foram apresentados, “saímos das reuniões certos do empenho do Presidente e do Rodrigo Maia, temos argumentos para convencer o Governo Americano a rever a sanção”, afirmou Quintão.

Já houve avanço em nesta última quinta-feira (22), os EUA decidiram isentar, pelo menos por enquanto, alguns países – entre eles Brasil, México, Argentina e os integrantes da União Europeia (UE) – das pesadas tarifas sobre o aço e o alumínio, informou o representante comercial americano, Robert Lighthizer.

Leonardo Quintão comemorou, “O Brasil é uma grande economia que está em processo de recuperação. Se o mecanismo de defesa comercial daqui não for efetivo, o aço que não for vendido para os EUA virá para cá, aí, essa retomada que estamos tendo na siderurgia seria impactada, vamos continuar pressionando para que este acordo de isenção permaneça”.

Posts Recomendados
Fale Conosco

Dúvidas ou informações? Envie uma mensagem aqui e responderemos o mais breve!